Novos botões de Reactions do Facebook

Novos botães de Reactions do Facebook

Para empresas que estão online, a criação de páginas em redes sociais é importante para a interação com os clientes de seus produtos ou serviços. Quanto maior o alcance que a marca tem, maiores são as chances de conseguir realizar suas vendas, e fidelizar os clientes para que sua marca esteja sempre na lembrança deles. O Facebook possui ferramentas para quem administra as páginas criadas, tanto empresariais quanto pessoais, como a identificação de público, de onde vem as pessoas até sua página, quais os posts que têm maior alcance entre os usuários, anúncios patrocinados, entre outros.

Quando o Facebook foi lançado, a ideia básica por trás do botão Like, o “Curtir”, era demonstrar que um usuário gostou de determinada publicação de uma pessoa ou página. Quanto mais pessoas curtiam o conteúdo, mais pessoas viam aquele conteúdo. Porém, somente a ideia de “curtir” o conteúdo não conseguia expressar em totalidade o pensamento das pessoas sobre aquele assunto. Até mesmo posts tristes tinham curtidas, o que gera certo incômodo para quem lê.

Assim, o Facebook lançou recentemente algumas opções para o botão Like não ser apenas um pensamento fixo sobre determinada publicação. A inclusão de Reactions, nome dado às novas funcionalidades do botão, permitem uma melhor identificação das reações que a publicação pode transmitir para os usuários. Por exemplo, um post que mostre um vídeo engraçado pode ter a reação de “Risada” ou de “Em choque”, mas mantendo a opção padrão de Curtir.

Os novos botões de Reactions

Com os novos botões, as pessoas se identificam melhor com a postagem, e podem transformar seu pensamento sobre ela entre todas as opções existentes, que são, em ordem:

  • Reactions do FacebookLike (Curtir): o botão padrão.
  • Love (Amei): para pessoas que adoraram a postagem.
  • Haha: para pessoas que acharam a postagem engraçada.
  • Yay: para pessoas que ficaram felizes com a postagem. Não usado na versão em português.
  • Wow (Uau): para pessoas que se surpreenderam com a postagem.
  • Sad (Triste): para pessoas que se sensibilizaram com a postagem.
  • Angry (Grr): para pessoas que não gostaram da postagem.

Ao visualizar o post, basta repousar o mouse sobre o botão “Curtir” por alguns instantes para ver as novas opções e selecionar a desejada. Caso clique direto sobre o botão, a opção padrão será selecionada automaticamente. Em dispositivos mobile, é necessário pressionar o botão e mantê-lo pressionado para que as opções surjam a fim de serem escolhidas.

Após clicar no botão escolhido, a expressão “Você curtiu isso” aparece normalmente. Mas o interessante é que é possível ver as reações que as outras pessoas tiveram com aquela postagem. Por exemplo, 100 pessoas clicaram em curtir, sendo que 30 deram risada com o “Haha” e 10 com o “Amei”, será exibido como “Curtir: 60 pessoas, Haha: 30 pessoas, Amei: 10 pessoas”. Assim, conforme a quantidade de cada reação, elas serão disponibilizadas em ordem decrescente, mostrando sempre as três com mais reações.

Lembrando que apenas as postagens estão com essas novas opções, enquanto os comentários que são feitos nela estão com o formato anterior. Como há uma necessidade de guardar novas informações, é possível que os Reactions sejam restritos somente às postagens.

Como aproveitar os Reactions na sua empresa

Gráficos do Facebook

Com o botão tradicional de “Curtir”, os administradores de páginas de empresas podem ver o alcance de suas postagens, bem como a “aceitação” que ela teve perante seu público. Porém, muitas pessoas apenas curtiam o post para deixar seu registro, sem ter a interação que a página pretendia. Por vezes alguém poderia curtir um post mas não ter gostado dele, e ficava num dilema visual: a pessoa gostou ou não gostou do conteúdo? Eles teriam que ver as reações através dos comentários para ter ideias de conteúdo, mas agora os Reactions permitem verificar isso na página de Insights.

Por exemplo, uma empresa que venda pacotes de viagens cria um post sobre algum esporte radical em alguma região distante. Se muitas pessoas dão o “Amei” na postagem, pode ser um indício que essas pessoas tenham interesse nesse esporte ou nesse local. Com isso, pode-se planejar ações de marketing direcionadas para possíveis clientes que queiram viajar para essa região, seja apenas pela viagem ou com o intuito de praticar o esporte.

Outro exemplo, uma empresa que venda roupas infantis cria um post com roupas de super-heróis. As pessoas podem curtir com o botão de “Triste” ou “Grr” e dizer que não gostaram daqueles modelos, ou que a forma da propaganda não foi interessante ou chamativa o suficiente. Assim, a empresa pode modificar ações futuras para melhorar sua comunicação e poder alcançar um público maior para seus produtos ou serviços.

Facebook e mídias sociais

Facebook e mídias sociais

Como a tendência é que as pessoas estejam cada vez mais inseridas no mundo virtual, é importante que as empresas estejam presentes para seus clientes através das mídias sociais, como Facebook, Twitter, Instagram e outras. Lembrando que as pessoas normalmente estão em mais de uma rede social ao mesmo tempo, e as empresas também devem seguir o mesmo caminho para sempre alcançar o maior número de pessoas possíveis.

A mudança que o Facebook fez pode trazer novas ideias para as empresas e, até mesmo, para as outras redes sociais. É imprescindível compreender os clientes atuais para criar estratégias de marketing que possam alcançar públicos maiores e incentivar possíveis novos consumidores de seus produtos. A melhor forma de aproveitar ao máximo todas as possibilidades que as mídias sociais oferecem é a contratação da Agência Lab, uma agência de marketing digital com experiência em Facebook e outras redes sociais.